VOCÊ SABE QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS INDICADORES QUE SÃO UTILIZADOS PARA AVALIAR O QUÃO INTELIGENTE É UMA CIDADE?

VOCÊ SABE QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS INDICADORES QUE SÃO UTILIZADOS PARA AVALIAR O QUÃO INTELIGENTE É UMA CIDADE?

De acordo com o Índice “Cities in Motion”, organizado pela Escola de Negócios da Universidade de Navarra (IESE Business School), 10 parâmetros principais devem ser utilizados para mensurar o quão inteligente uma cidade é. O índice Cities In Motion oferece uma visão ampla e holística do que uma cidade representa, levando em conta dimensões chave para criar cidades inteligentes e mais sustentáveis.

 

1. Governança: o cidadão é o ponto de contato para soluções dos desafios das cidades. Essa dimensão avalia o nível de participação dos cidadãos e a capacidade das autoridades em engajar líderes comunitários e agentes locais.

2. Gestão pública: quesito que avalia ações para aumentar a eficiência da administração das cidades, incluindo a implementação de modelos inovadores de organização e gestão.

3. Planejamento Urbano: Considera os instrumentos legais de planejamento, projetos de áreas verdes e espaços públicos, com foco em melhorar a qualidade de vida dos cidadãos e o comprometimento com um crescimento urbano inteligente. O planejamento urbano deve focar em criar cidades compactas e bem conectadas, com serviços públicos acessíveis à população.

4. Tecnologia: O desenvolvimento tecnológico permite que as cidades sejam sustentáveis ao longo do tempo, amplie as vantagens competitivas de seu sistema de produção e melhore a qualidade do emprego.

5. Ambiente: Em cidades inteligentes é imperativo melhorar a sustentabilidade ambiental, incentivando a construção de edifícios verdes, uso de energia alternativa e renovável, gestão eficiente da água e desenvolvimento de políticas para mitigar os efeitos das mudanças climáticas

6. Alcance Internacional: Avalia o quanto as cidades se destacam no cenário mundial, por meio de planos estratégicos de turismo, atraindo investimentos estrangeiros e intensificando sua presença no exterior.

7. Coesão Social: Se refere à preocupação com o ambiente social e requer uma análise em áreas como políticas de imigração, desenvolvimento comunitário, cuidado com os idosos, redução de desigualdade, eficiência do sistema de saúde, segurança pública e muito mais.

8. Mobilidade e transporte: se refere a como as cidades enfrentam os desafios de deslocamento e de facilitar o acesso aos serviços públicos a seus cidadãos.

9. Capital Humano: O objetivo principal de qualquer cidade inteligente deve ser melhorar seu capital humano. Isso significa que deve ser capaz de atrair e reter talentos, criar planos para melhorar a educação e impulsionar a criatividade e a pesquisa.

10. A Economia: Para promover o desenvolvimento econômico de uma cidade, esta área inclui a avaliação de planos industriais estratégicos, iniciativas para estimular a inovação, o empreendedorismo e muito mais.

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Fale com a gente!